sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Decisão...

Com todo este processo de imigração é inevitável a navegação por diversos sites sobre o assunto e a busca de informações em geral.

Mas só que isto estava me consumindo um tempo muito grande e de forma improdutiva. Ficava quase todo o dia zanzando pelos blogs e sites e, no fim, não tinha de proveito.

Assim, decidi que leria um site por semana e somente aquele, com exceção dos blogs que vejo na segunda e na sexta.

Desta maneira, esta semana foi dedicada ao site da imigração www.cic.gc.ca

Foi a melhor decisão que tive, pois com isto consegui encontrar um manual disponível no site com todas as informações para um imigrante, deste a indicação dos lugares e organizações de apoio ao imigrante até como fazer ligação.

Esta semana, diferente das demais, foi jóia e senti que foi muito proveitosa.

Semana que vem será a vez do www.setltement.org

Grande abraço!

Rogério

Um comentário:

Arnoldo Smith disse...

Oi,
Pensamos da mesma forma. Também moro em Brasilia, e estou iniciando o processo de imigração. Estou na fase de coleta de dados para ver se vale a pena. Se for, irei com mulher e filhas e para Quebec. Brasilia para quem não é e não quer ser servidor publico é muito complicada. Há 4 anos,eu tinha um vida confortavel financeiramente, mas desfiz uma sociedade e meu socio ficou com tudo e eu com nada. Tive que começar a vida do zero. Como nunca fui de ter muitos luxos, não sofro muito com isso. Mas ao recomeçar voce percebe que aqui não há opções. Ou voce é fp ou passa dificuldade para entrar em algo que pague melhor.
Indo para o Canada nós sabemos que teremos uma vida modesta quando comparada a que temos aqui, mas penso como voce e vejo o longo prazo, quando já tivermos adaptados à vida do Canada. Vi que voce falou que todos que estão indo para o Canada dizem que estão bem..etc...Pode até não ser verdade, mas tem muita gente realmente abrindo mão de empregos e até empresas próprias e indo embora. Porque no momento a situação delas pode até ser boa, mas a longo prazo a coisa tende a ficar ruim, porque enquanto o país não resolver a questão da educação e da distribuição de renda, sempre estaremos sujeitos a ter um convulsão social ou algo parecido.
Apesar de querer ir, eu ainda estou avaliando porque no Brasil temos coisas otimas que teremos que abrir mão. Portanto, temos que pensar, que fazer um projeto e ver se é o que queremos. Vejo que a maioria que vai é de casais sem filhos, o que é mais facil, para quem tem filho fica sempre a dúvida de como tocar a vida nos primeiros meses. Acho que o importante é se fazer uma boa poupança, estudar muito françes(tenho 350 horas que estudei quando tinha 20 anos) e se preparar para as mudanças que estão por vir. Não dá para ser no oba oba porque filho não fica sem comer e no frio, portanto há a necessidade de se planejar sempre. um abraço. Desculpe o desabafo.