segunda-feira, 23 de julho de 2007

Mudar de vida

Post no Multiply
================================================
Afinal, o que precisamos fazer para mudar de vida?

Primeiro devemos perceber o que é que temos que mudar em nossa vida, ou seja, vermos o que não gostamos em nós e em nosso meio. Acredito que esta parte é a mais fácil.

O segundo ponto é identificarmos se o que queremos não faz parte de nós mesmos e se a mudança será muito mais complexa do que pensamos, pois se somente lembrarmos em mudar de vida, não adianta se não tivermos definido o que somos, como nos comportamos e o que queremos. Se assim form, corremos o risco até de ficarmos paralizados e mudarmos coisa alguma.

Ao definir o que realmente precisa ser mudado, podemos começar a luta!!! Pois nada em uma mudança é fácil e não podemos querer mudar tão radicalmente, mas tão radicalmente, que conseguiremos dar um giro de 360 graus, ou seja, voltaremos para o mesmo lugar. Isto acontece quando saimos desembestados querendo mudar tudo desde a nossa maneira de pensar até a de andar, podemos ficar até um mês nesta grande mudança, mas depois estaremos nos mesmo lugar.

Aconteceu comigo por uns 4 anos, onde todo início de ano eu me arrumava, organizava meu material e partia para grande mudança em minha vida, fazer concurso. Putz!! Que perda de tempo e quantas horas investidas em uma coisa que estava vivendo o sonho dos outros!!!
A definição de não fazer concurso e me dedicar ao que gosto, somente se formou neste ano. No trajeto de definir o que quero, fui ao fundo do poço, achei que não era capaz, que todos estavam melhores do que eu e tudo o mais, até que comecei a perceber as coisas que gosto e aceitar aquelas que não gosto, mas fazem parte da minha vida. No fundo, acho que amadureci.

Enfim, concurso não e a minha praia definitivamente!!! e a melhor coisa que aconteceu nesta minha mudança é que minha esposa está me acompahando, ao meu lado. Agora sim está perfeito, tenho uma tripulante para me ajudar com este imenso avião que é a vida dos meus filhos e as oportunidades que poderemos proporcionar a eles.

Termino este post em uma semana que fiquei muito feliz, apesar da epidemia que tomou conta de casa, pois agora não estou viajando sozinho, minha esposa está ao meu lado e decidiu, junto comigo, a seguir adiante com nossas vidas para algo que, com toda certeza, será melhor.

Grande abraço a todos!!!

Rogério

Um comentário:

jasmim disse...

Olá, Alessandra e Rogério!
Realmente, vocês têm toda razão.
É tão difícil fazer esta análise, porque vivemos nos preocupando e focando a nossa atenção nas coisas externas, em tudo o que acontece ao nosso redor.
Concordo com a frase "vivendo o sonho dos outros"...eu não passei por esta fase, mas as pessoas falam e falam, as pressões são constantes e é isso o que acaba acontecendo.
Eu decidi fazer o que eu gosto!
Vou fazer meu curso de Parapsicologia e não me interessa o que os outros vão pensar, o que realmente me importa é que eu gosto definitivamente desta área...

Beijos para vocês!

Andréia